Loading...

sábado, 1 de junho de 2013

Levantamento detecta pragas em plantações de banana e soja


Um dos objetivos da ação foi manter controle de fungo destrutivo.
Fiscalização foi feita por Aged-MA no mês de maio.

Do G1 MA

Aged realizou fiscalizações por várias plantações (Foto: Divulgação)Aged realizou fiscalizações por várias plantações
(Foto: Divulgação)
Equipes da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged-MA) fiscalizaram e fizeram levantamentos em lavouras de municípios das regiões do Cocais, Médio Sertão e Sul, no mês de maio. Foram detectadas pragas nas plantações de soja e banana.
Entre elas, lagarta falsa-medideira, a lagarta-da-soja, mosca-branca, Sigatoka amarela, mal-do-panamá e broca-da-bananeira,  mais conhecida como moleque da bananeira.
De acordo com o fiscal agropecuário Eugênio Pires, da Aged de Balsas, no caso do cultivo da banana, as operações buscavam a manutenção da classificação do Maranhão como ‘Área Livre’ de Sigatoka Negra, doença causada pelo fungo Mycosphaerella fijiensis, responsável por danos expressivos na produção do fruto. "Essa doença é considerada a mais destrutiva da cultura da banana e foi identificada no Brasil a partir de 1998, na floresta Amazônica", destacou Pires.
A manutenção da condição de ‘Área Livre’, declarada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em 2006, depende da realização periódica de levantamentos fitossanitários amostrais para comprovar a inexistência do fungo no território maranhense.
A ação de fiscalização foi realizada por um convênio firmado entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima).
Ações educativas
Paralelamente às ações de fiscalização nas propriedades de cultivo de soja e banana, a Aged promoveu palestras e reuniões técnicas para esclarecer produtores rurais, técnicos agrícolas e comunidades locais a identificarem as pragas comuns nas lavouras maranhenses, e a combaterem os efeitos e danos.
A Sigatoka Negra foi tema principal de palestras e reuniões técnicas em municípios como Barão de Grajaú, Sucupira do Norte, Pastos Bons, Caxias, Aldeias Altas e Timon. Nesses três últimos municípios, também foram abordadas outras pragas, como o Moko da bananeira, o Cancro Cítrico, a mosca da carambola, Ferrugem Asiática na cultura da Soja e a Ferrugem Alaranjada na cultura da cana-de-açúcar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário