terça-feira, 18 de julho de 2017

Palocci quer falar em delação sobre quebra de sigilo de caseiro


O ex-ministro negocia com a força-tarefa da Lava Jato e já foi assinado um acordo de confidencialidade entre as partes

BAHIA.BA
Foto: Antonio Cruz/ ABr
Foto: Antonio Cruz/ ABr

O ex-ministro Antonio Palocci Filho, preso em Curitiba pela Operação Lava Jato, pretende contar em delação a sua versão sobre o episódio da quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa, no ano de 2006. O caso levou à queda do então ministro da Fazenda.
De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o petista negocia com a força-tarefa da Lava Jato e já foi assinado um acordo de confidencialidade entre as partes – primeira etapa de uma colaboração premiada.
Palocci foi acusado, em 2006, de participar de festas com prostitutas em uma casa do Lago Sul, zona nobre de Brasília, alugada por seus assessores mais próximos.
O ex-ministro sempre negou ter participado das festas, mas o caseiro Francenildo, que cuidava do imóvel, disse que o viu em eventos no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário