sábado, 15 de julho de 2017

Relator do caso Lula no TRF-4 não prevê data do julgamento


O desembargador João Pedro Gebran Neto disse, porém, que não vai retardar o processo

BAHIA.BA
Foto: Divulgação TRF-4
Foto: Divulgação TRF-4

Relator da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª região, o desembargador João Pedro Gebran Neto, afirmou não ter como estimar um prazo para o julgamento do caso do ex-presidente Lula, condenado em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão.
Gebran disse, porém, que, no que depender dele, não vai retardar o processo. O desembargador declarou não ter preocupação com as “consequências políticas” do julgamento, de acordo com o G1.
O recurso da defesa do ex-presidente será julgado pela 8ª Turma do tribunal, formada por Gebran Neto e mais dois desembargadores. Eles podem rejeitar, aceitar ou modificar a sentença de Moro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário