sexta-feira, 21 de julho de 2017

Foro de São Paulo aprova carta em defesa de Lula


No documento divulgado, os delegados e delegadas presentes ao encontro reiteram que o ex-presidente é alvo de uma "perseguição política"

BAHIA.BA
Foto: Lula Marques/ Agência PT
Foto: Lula Marques/ Agência PT

O 23º encontro do Foro de São Paulo – uma conferência de partidos políticos de esquerda criada em 1990 a partir de um seminário internacional promovido pelo PT –- foi encerrado nesta quarta-feira (19), com uma carta em homenagem a Fidel Castro e foi lida uma resolução de rechaço ao “golpe de estado no Brasil” e de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O encontro aconteceu na capital da Nicarágua, Manágua. No documento divulgado, os delegados e delegadas presentes no encontro reiteram que o petista é alvo de uma perseguição política e que a sentença do juiz Sérgio Moro é política, pois não havia provas que a sustentassem.
Eles ainda defendem que eleições sem Lula são fraude.
“Esta calúnia e injustiça tem o objetivo de impedir Lula de tornar-se candidato a presidente do Brasil nas eleições de 2018, pois basta que uma segunda instância judicial confirme a sentença para que seja proibido de concorrer. Além de sua inocência, uma eleição sem sua participação é uma fraude a democracia, e os delgados e delegados deste 23º Encontro do Foro de São Paulo rechaçam a judicialização da política brasileira”, diz o documento, segundo a Agência PT Notícias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário