quinta-feira, 6 de julho de 2017

Defesa de Geddel diz que acusação ignorou papel do STF


Ligações feitas pelo ex-ministro à mulher do operador Lúcio Bolonha Funaro foram consideradas uma interferência nas investigações

BAHIA.BA
Foto: Blog do Marcelo/ Flickr
Foto: Blog do Marcelo/ Flickr

Responsável pela defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), o advogado Gamil Föppel afirma que a acusação contra o peemedebista ignora o papel do Supremo Tribunal Federal (STF).
Segundo a Época, o material usado pelos investigadores para justificar a prisão preventiva, decretada pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, foi também anexado ao inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga o presidente Michel Temer.
Com isso, aduz a defesa de Geddel, houve, por parte dos responsáveis pelo inquérito, uma “usurpação da competência do Supremo”.
Ligações feitas pelo ex-ministro à mulher do operador Lúcio Bolonha Funaro foram consideradas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público uma interferência nas investigações das operações Sépsis e Cui Bono, que apuram irregularidades na administração de recursos do FI-FGTS, vinculado à Caixa.
O ex-ministro Geddel Vieira Lima deve passar por uma audiência de custódia, nesta quinta-feira (6), às 9h40, na Justiça Federal em Brasília. Na audiência, o mesmo magistrado que determinou a prisão do peemedebista pode reavaliar a necessidade de manter a preventiva. A informação é da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário