sexta-feira, 9 de junho de 2017

Ganhou, mas não levou: partido de Theresa May vence, mas perde maioria


Primeira-ministra do Reino Unido recebeu pressões para renunciar ao cargo, mas descarta a proposta e vai pedir apoio da rainha

BAHIA.BA
Foto: Jay Alen/ The Prime Minister’s Office
Foto: Jay Alen/ The Prime Minister’s Office

As eleições gerais no Reino Unido, realizadas nesta quinta-feira (8), se configuraram em uma derrota política para o Partido Conservador, liderado pela atual primeira-ministra Theresa May. O pleito, convocado por May para tentar aumentar sua maioria no Parlamento, terminou com os conservadores à frente, porém com uma bancada menor.
Antes os conservadores contavam com 330 assentos no Parlamento, mas agora têm apenas 315, o insuficiente para governar sozinho, sendo obrigados a formar uma coalizão. Os trabalhistas, por sua vez, surpreenderam e obtiveram 261 cadeiras.
Theresa May recebeu pressões para considerar sua renúncia, dentro do próprio partido, e o líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, também pediu que ela deixe o governo. May já divulgou em comunicado nesta sexta-feira (9), que não tem a não tem a intenção de renunciar.
Ela vai se encontrar com a rainha Elizabeth II, às 12h30 locais (8h30 no horário de Brasília), desta sexta-feira (9), para pedir permissão para formar um governo mesmo com o resultado desfavorável nas urnas.
Conforme o jornal “The Guardian”, citando fontes não identificadas, May já fez um acordo com o Partido Unionista Democrático da Irlanda do Norte, o que lhe permitiria conseguir o apoio de 326 parlamentares, ou seja, garantiria a sua governabilidade. Porém, a legenda afirmou que não comentaria a informação, segundo a Reuters.

Nenhum comentário:

Postar um comentário