quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Lúcio pede entrega de cargos de tucanos que votaram contra Temer


Deputado federal afirmou que os votos de Jutahy Jr. e Gualberto contra o governo “não têm impacto” na eleição estadual de 2018

João Brandão/ BAHIA.BA
Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba
Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba

O deputado federal Lucio Vieira Lima (PMDB) afirmou que o “PSDB foi maior responsável pela permanência de Temer”, mas acredita que os 21 tucanos que votaram a favor da denúncia contra o presidente nesta quarta-feira (2) devem entregar os cargos à União.
“O PSDB deu uma contribuição importantíssima. Foi uma participação positiva. Agora, essa questão de espaço no governo, quem está incomodado, pode naturalmente entregar os cargos. Se está achando que votar contra é não querer fazer parte do governo, então entrega os cargos. É muito mais legítimo”, enfatizou, ao bahia.ba, nesta quinta (3).
Da bancada tucana baiana, apenas Antonio Imbassahy, que é ministro-chefe da Secretaria de Governo, votou pelo arquivamento da denúncia. Questionado se Jutahy Júnior e João Gualberto saem enfraquecidos para a suposta chapa encabeçada pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o peemedebista apostou que o posicionamento “não tem impacto na eleição” estadual.
“A chapa de Neto quem tem que tratar é Neto. O PMDB trata de garantir uma posição na chapa. Não tenho que tratar problemas de PSDB e companhia. O candidato Neto vai procurar compor a chapa que dê mais força para facilitar a sua eleição. O PMDB é o partido que acrescenta mais, que tem muito a acrescentar, que terá o maior tempo de televisão, que tem densidade eleitoral. É o partido que terá o prefeito de Salvador, pois Bruno Reis irá assumir. Partido que tem a prefeitura de Vitória da Conquista. Tem o presidente da República. Então é o que credencia a ter um lugar na chapa”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário