quinta-feira, 22 de junho de 2017

Retaguarda da estupidez ideológica: oposição cria frente "nacionalista" contra Temer. Traidor Requião no comando.


A ralé bolivariana do Congresso criou uma frente contra o governo Temer, comandada por Roberto Requião (PMDB), a "Maria Louca" do Paraná. Em vez de frente, merecia o nome de retaguarda do atraso:


Do mesmo PMDB do presidente Temer, o senador paranaense Roberto Requião não se constrange em assumir as bandeiras da oposição e, a partir de agora, passa até a ocupar um papel de destaque na briga contra o Planalto. Requião assumiu a presidência de uma frente parlamentar mista em defesa da soberania nacional, lançada ontem (21) a partir de uma proposta do deputado federal petista Patrus Ananias (MG). Para Requião, está ocorrendo uma “desnacionalização do País”, “com a entrega da Petrobras, da Cedae, dos aeroportos, dos satélites”.

No Senado, especialmente a partir do impeachment de Dilma Rousseff, em agosto do ano passado, Requião se aproximou da oposição, encabeçada pelo PT, e se tornou a voz mais crítica da gestão Temer dentro da bancada do PMDB. Não raramente, atua “em dobradinha” com a senadora paranaense Gleisi Hoffmann (PT) durante os discursos de plenário. Integrante do núcleo duro da oposição, a parlamentar foi eleita presidente nacional do PT no início do mês.

A frente mista comandada por Requião tem o respaldo de 219 parlamentares e estabeleceu formalmente oito eixos de atuação. Entre eles estão a defesa da exploração eficiente dos recursos naturais e a defesa do emprego e do salário. Na prática, o grupo deve funcionar como uma pedra a mais no caminho já complicado do presidente Temer. (Leia mais na Gazeta).
BLOG ORLANDO TAMBOSI

Nenhum comentário:

Postar um comentário