segunda-feira, 19 de junho de 2017

JBS é processada por ex-diretores do BNDES, em mais uma série de ações


Desde que o acordo de colaboração do grupo com a PGR veio a público, a empresa viu uma avalanche de processos passarem a tramitar com rapidez

BAHIA.BA
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A JBS enfrenta uma ação popular que pede a suspensão “de toda e qualquer” liberação de recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) para a companhia, além do bloqueio de contas bancárias de executivos e das empresas do grupo.
O processo é movido por ex-magistrados e ex-diretores da instituição financeira. Eles pedem também a declaração de inidoneidade da JBS e a apreensão do passaporte dos executivos e de Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda e ex-presidente da organização.
Esta é a segunda ação popular que atinge o grupo desde a divulgação das delações premiadas que afetaram o núcleo duro do governo de Michel Temer (PMDB). A primeira delas, bem-sucedida, resultou no bloqueio de R$ 800 milhões da conta do empresário Joesley Batista.
Os executivos e a defesa da JBS estão sob alerta. Desde que o acordo de colaboração da JBS com a Procuradoria-Geral da República (PGR) veio a público, a empresa viu uma avalanche de processos passarem a tramitar com rapidez, tanto em órgãos do governo quanto em varas de Justiça espalhadas pelo país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário