domingo, 25 de abril de 2021

Mesmo na mira de CPI, Pazuello pode disputar o governo do Amazonas em 2022

 


Pazuello integrou a comitiva de Bolsonaro na capital amazonense

Fabiano Maisonnave
Folha

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello poderá se candidatar a senador ou a governador no Amazonas em 2022. A informação é do coronel reformado do Exército Alfredo Menezes, homem forte do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no estado.

“Se ele vier para o governo, eu venho para o Senado. Ou vice-versa”, disse nesta sexta-feira, dia 23 , ao jornal A Crítica o Coronel Menezes, como é mais conhecido. Segundo ele, cabe a Bolsonaro decidir as candidaturas.

COMITIVA – Investigado na esfera penal pela falta de oxigênio durante o pico da pandemia da Covid-19 em Manaus, o general Pazuello integrou a comitiva de Bolsonaro na capital amazonense. Durante um breve discurso, o presidente elogiou o trabalho do ex-ministro.

Pazuello foi ovacionado por dezenas de simpatizantes do presidente. Aglomerados, eles chegaram a entoar “Pazuello governador” durante a inauguração de um centro de convenções. Bolsonaro é bastante popular em Manaus, onde venceu Fernando Haddad (PT) com folga na eleição presidencial de 2018. Com isso, arrastou o estado, apesar de ter perdido em 60 dos 62 municípios.

PESQUISA – Em pesquisa do Ibope divulgada em outubro do ano passado, Manaus aparece como a segunda capital mais simpática ao presidente, com 54% que consideram seu governo ótimo ou bom. Apenas Boa Vista (66%) está na frente.

Mesmo assim, não houve transferência de apoio para o Coronel Menezes (Patriota) durante a eleição para prefeito de Manaus em 2020. Apesar de Bolsonaro ter se engajado na campanha, o candidato amargou o quinto lugar, com apenas 11,5% dos votos válidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário