domingo, 25 de abril de 2021

Incêndio em hospital de Bagdá deixa 82 mortos e 110 feridos

 


Entre os mortos estavam pelo menos 28 pacientes intubados com Covid-19.

Tribuna da Bahia, Salvador
25/04/2021 14:02 | Atualizado há 2 horas e 4 minutos

   
Foto: Foto: Thaier Al-Sudani/Reuters

O Ministério do Interior do Iraque informou, neste domingo (25), que 82 pessoas morreram e 110 ficaram feridas no incêndio que atingiu um hospital de Bagdá no sábado.

Entre os mortos estavam pelo menos 28 pacientes intubados com Covid-19, segundo o porta-voz da Comissão de Direitos Humanos independente do país, Ali al-Bayati. A comissão é um órgão semioficial.

Bombeiros correram para combater as chamas que tomaram o segundo andar do hospital. Equipes de defesa civil apagaram as chamas até as primeiras horas da manhã deste domingo (25), disse a Associated Press. O Ministério da Saúde afirmou que pelo menos 200 pessoas foram resgatadas do local.

Negligência

O hospital, o Ibh al-Khatib, atende pacientes com casos graves de Covid-19. Segundo a agência de notícias Associated Press, a causa do incêndio foi atribuída a uma negligência por parte das autoridades do hospital. Relatos iniciais sugerem que o fogo começou quando um cilindro de oxigênio explodiu em uma enfermaria de terapia intensiva.

Em resposta ao incêndio, o primeiro-ministro iraquiano, Mustafa al-Kadhimi, demitiu o diretor-geral do Departamento de Saúde de Bagdá na área de al-Rusafa, onde o hospital está localizado. O diretor do hospital também foi demitido, além do diretor de engenharia e manutenção, segundo nota do Ministério da Saúde e de seu gabinete.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário