sábado, 12 de agosto de 2017

Sobre delações, anotações e anulações na Lava Jato



Por Redação BNews | Fotos: Photo Press // Folhapress
O marqueteiro André Gustavo Vieira sinalizou aos procuradores da Lava Jato que pretende fazer delação premiada. Publicitário com vastos serviços prestados, Gustavo Vieira pode esclarecer e enumerar licitações de publicidade dos últimos governos. A delação é vista com nitroglicerina com potencial para incendiar ainda mais que os acordos de colaborações dos também marqueteiros João Santana e Mônica Moura.
 
Para além, Ademir Bendine que foi preso na mesma fase da operação que Gustavo Vieira, encontraram na busca e apreensão realizada na casa de Bendine farta documentação que o incrimina. Em um dos caderninhos, revela O Antagonista, há anotações sobre OAS, JBS e até uma prova de que ele tentava impedir uma delação. Ainda conforme o blog O Antagonista, quem viu a caderneta diz que é mais detalhado que o Black Berry de Marcelo Odebrecht.
 
Por falar em Marcelo Odebrecht, a coluna da revista Veja, Radar Online, traz a informação de que a delação do executivo da companhia, pode ser revogada. Isso porque Marcelo tem insistido em recorrer da condenação por corrupção. Os procuradores, afirma o jornalista Mauricio Lima, estão indignados e ameaçam anular tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário