quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Otto rebate críticas e assegura: nunca obriguei ninguém a nada



Por Luiz Fernando Lima* | Fotos: Arquivo//BNews
Os deputados federais do PSD da Bahia decidiram, após pelo menos três reuniões, votar contra o presidente Michel Temer (PMDB). O peemedebista saiu vitorioso, mas para os parlamentares da legenda comandada pelo senador Otto Alencar no estado, o posicionamento carregava pelo menos duas outras características.
Pesou a opinião pública das bases eleitorais. José Nunes e Antônio Brito defenderam que não havia possibilidade de votar diferente diante das “vozes” que ouviam de seus eleitores. Paulo Magalhães e Sérgio Brito seguiram a opinião dos pares, ainda que não se recusassem a votar pelo relatório que saiu vitorioso.
Já Fernando Torres se licenciou da Secretaria de Desenvolvimento Urbano cumprindo uma estratégia atabalhoada da cúpula do governo Rui Costa. Diante da exposição negativa provocada pela divulgação da proposta, coube a ele um voto enérgico contra Temer. Vale ressaltar que os pessedistas haviam acordado votar em bloco. Ao BNews, Torres informou, na véspera da votação, que iria se abster na votação.
A segunda condicionante seria a liberação não apenas dos empréstimos do Banco do Brasil, mas também de outros recursos para a Bahia. O senador Otto Alencar afirmou, em contato com o BNews, que se o governo estivesse atendendo os anseios da Bahia, não se furtaria a fazer um gesto de sugestão aos deputados.
“Temer e o governo não estão preocupados com a Bahia. Não tem como fazer gesto. Que fique claro que nunca obriguei ninguém a nada. Poderia fazer o gesto de sugerir, mas os deputados decidem por eles. Nunca usei e não vou usar cabresto. Isso não existe”.
Otto também deu uma não resposta às declarações de Elmar Nascimento (DEM). O deputado federal criticou o senador em entrevista ao programa Se Liga Bocão. “Que coisa feia, um senador da estatura de Otto Alencar se prestar um papel desse. Não é esse o Otto que eu conheço. O Otto que eu conheço é um homem admirável, que Bahia inteira conheceu e respeita. Tratando os deputados do PSD no chicote, nenhum tem coragem de falar, estão constrangidos”.
Em resposta, o senador sentenciou: essa provação inverídica do deputado Elmar Nascimento (DEM) não merece a minha sincera consideração até por que em outros momentos em que eu ajudei, sequer os elogios que me fazia considerava.
*Direto de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário