domingo, 6 de agosto de 2017

Imagens do novo VW Jetta vazam na internet


Próxima geração do sedã terá plataforma MQB. Lançamento no Brasil está confirmado para 2018

QUATRO RODAS
Grade em forma de trapézio parece um tanto exagerada (Reprodução/Internet)
O atual Volkswagen Jetta foi apresentado em 2010 e já vive o fim de seu ciclo. Mas a nova geração do sedã médio está pronta, como revelam imagens que circulam nas redes sociais. O início da produção está marcado para dezembro.
O que se vê é um Jetta com linhas mais arrojadas. Não parece um Voyage grande, nem um Passat menor.
A dianteira, com grade em forma de trapézio integrada aos faróis, remete ao novo T-ROC (SUV médio da marca). Por enquanto foi visto apenas em flagras.
No para-choque, tomadas de ar e nichos dos faróis de neblina remetem ao novo Polo. Esses são os traços que marcarão a nova identidade visual da marca.
Já o forte vinco lateral, que começa nos para-lamas dianteiros a acaba nas lanternas, também é visto nos novos Polo e Tiguan.
De perfil, o novo Jetta lembra bastante o também mexicano Ford Fusion. Entre-eixos alongado, cintura elevada e janelas pequenas (Reprodução/Internet)
A propósito, as lanternas traseiras avançam ainda mais sobre a tampa do porta-malas. Se antes elas já definiam a régua acima da placa, agora vai ainda mais além com um prolongamento.
Mas trata-se de uma nova geração, também com plataforma nova. O sedã troca a base PQ35 pela MQB (mesma de Golf, A3 e do novo Tiguan), modular e mais moderna. Por isso este novo Jetta também terá dimensões maiores.
A mecânica, porém, será mantida praticamente como está. O 1.4 TSI deverá permanecer nas versões de entrada, combinado aos câmbios manual e automático de seis marchas.
Lanternas traseiras ficaram ainda mais largas com prolongamento (Reprodução/Internet)
Mas o 2.0 TSI será o mesmo dos novos Tiguan e Audi A4, com 190 cv e robustos 30,5 mkgf entre 1.600 e 3.940 rpm, sempre combinado ao câmbio automático de oito marchas. Ou seja: adeus DSG. 
A produção do novo Volkswagen Jetta começa em dezembro na fábrica de Puebla, no México. A data foi divulgada em maio na conferência anual da fabricante – onde também confirmaram o Virtus, sedã do Polo, para o Brasil.
Este 2.0 TSI da família EA888 é praticamente o mesmo motor que equipa o novo Audi A4. E estará no Jetta (Divulgação/Quatro Rodas)
Em entrevista recente ao site Automotive Businesso presidente da Volkswagen no Brasil e América do Sul, David Powels, confirmou o lançamento do novo Jetta no Brasil em 2018. 
“Com os lançamentos que vamos fazer já a partir de novembro, quando chega o novo Polo, logo depois com o Virtus e (os importados) Tiguan de sete lugares e novo Jetta, temos condições de voltar ao segundo lugar em 2018”, disse o executivo. 
A declaração também descarta a fabricação nacional do Jetta. O sedã chegou a ser montado na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) entre meados de 2015 e o fim de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário