sexta-feira, 23 de junho de 2017

Receita Federal usa redes sociais para pegar sonegadores

O DEFENSOR
O leão está de olho nos sonegadores.
O leão está de olho nos sonegadores.
Ostentar um padrão de vida para amigos e familiares nas redes sociais e declarar outro no Imposto de Renda pode sair caro para o contribuinte, e a Receita Federal tem reforçado cada vez mais a fiscalização em sites e redes sociais em busca dessas inconsistências financeiras.
As informações obtidas on-line viram ponto de partida para uma investigação mais detalhada dos auditores. Com esse mapeamento, a Receita consegue identificar “laranjas” usados por empresas para sonegação. Esse cruzamento de informações é feito tanto em redes sociais quanto a partir de dados on-line disponíveis em cartórios. O contribuinte não precisa se preocupar com o que posta nas redes sociais. A única questão é declarar corretamente. Se declarar corretamente, pode fazer o que quiser na internet.
Omitir as informações pode sair caro para o contribuinte. A multa é de 75% do imposto devido, além da cobrança de 27,5% de IR sobre o bem. Se a Receita entender que houve fraude, a multa pode chegar a 150% do imposto devido, além dos 27,5% de IR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário