sexta-feira, 23 de junho de 2017

Primeira-ministra norueguesa diz que Lava Jato preocupa e pede ‘limpeza’


Temer ainda cometeu gafe no discurso e enfrentou protestos de ambientalistas no país

BAHIA.BA
Foto: Rainforest Foundation Norway
Foto: Rainforest Foundation Norway

A crise política instalada no Brasil acompanha o presidente Michel Temer (PMDB) em sua viagem à Europa. Na manhã desta sexta-feira (23), a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, disse que a Operação Lava Jato preocupa e que é preciso achar uma solução para a corrupção no país. “Estamos muito preocupados com a Lava Jato. É importante fazer uma limpeza”.
Durante o encontro, Temer e a primeira-ministra da Noruega conversaram sobre comércio e meio ambiente. Já na coletiva de imprensa, Temer se defendeu e disse que o Legislativo, o Executivo e o Judiciário funcionam com uma “liberdade extraordinária”. “A democracia no Brasil é algo plantado formalmente pela Constituição de 1988, mas praticada na realidade, ou seja, há uma coincidência absoluta entre a Constituição formal, ou seja, aquilo que está escrito, e a Constituição real, ou seja, aquilo que se passa no país”, afirmou.
Durante o discurso, o presidente ainda cometeu uma gafe e disse que iria se reunir com o “rei da Suécia” e não da Noruega. A falha foi corrigida na versão oficial do discurso enviada pelo Palácio do Planalto à imprensa.
Protestos- O peemedebista é alvo de protestos contra a destruição da floresta tropical e dos direitos indígenas durante sua visita à Noruega Durante o mandato do atual presidente o desmatamento da maior floresta tropical do mundo aumentou aproximadamente 30%. – O apoio econômico para o Fundo Amazônia precisa ser significativamente reduzido, diz a Fundação Rainforest da Noruega.
Diversas organizações norueguesas que trabalham em defesa do meio ambiente e dos direitos humanos estarão presentes em frente a casa da primeira ministra norueguesa, fazendo protestos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário