sexta-feira, 23 de junho de 2017

Polícia do Paraguai diz que Banco do Brasil pode sofrer grande assalto feito por facção

O DEFENSOR
A polícia do Paraguai enviou às autoridades policiais brasileiras, na terça-feira (20), um comunicado em que afirma ter recebido informações sobre a presença de integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) – entre 100 e 150 – em cidades paraguaias próximas à fronteira com o Brasil. As informações dão conta de que o PCC prepara um “grande assalto” a uma agência do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul: ou em Dourados ou em Ponta Porã. Ainda segundo o comunicado, o PCC está recrutando paraguaios para reforçar a tentativa de assalto. A polícia do Paraguai, no entanto, afirma não saber a data exata em que o assalto seria realizado.
Um funcionário da Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso do Sul, que pediu para não ser identificado, afirmou a EXPRESSO que a corporação recebeu o comunicado da polícia do Paraguai e que está atenta. No entanto, diz não ter notado movimentações atípicas até o momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário