domingo, 25 de junho de 2017

Dez motivos pelos quais os homens perdem o desejo sexual


Cansaço e estresse lideram o raking

por
Acorda Cidade, site parceiro do Leiamais.ba
Publicada em TRIBUNA DA BAHIA
As desculpas femininas para escapar do sexo já viraram até piada ao longo dos anos. Entretanto, quando são eles que negam fogo, elas não acham nada engraçado.
A boa notícia é que quase sempre a perda do desejo sexual nos homens não está ligada a parceira. Segundo Denise Miranda de Figueiredo, psicóloga, terapeuta de casais e cofundadora do Instituto do Casal, a falta de desejo do homem pode afetar a crença da mulher de que ela não é boa o suficiente.
“Ser rejeitada sexualmente é uma das piores coisas que pode acontecer para a mulher, porque mexe com o sistema de crenças sobre si mesma. Afeta a autoestima e a autoconfiança.
Muitas podem pensar que o parceiro tem outra pessoa e por isso não as quer”, explica Denise. Mas, são diversos os motivos que podem levar o homem a evitar o sexo e a maioria não está ligada à parceira.
Veja abaixo as mais frequentes, segundo o Instituto do Casal:
Estresse e cansaço:
Um estudo publicado pela Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica, em 2013, revelou que os principais motivos que geram diminuição do desejo sexual nos homens são o cansaço e o estresse e isso afeta, principalmente, os homens entre 30 e 39 anos.

Doenças crônicas
"O diabetes e a pressão alta afetam diretamente o desejo sexual, pois levam à diminuição do calibre dos vasos sanguíneos. Com isso, o sangue circula com mais dificuldade. Consequentemente, afeta a ereção, já que para o pênis ficar ereto é necessária uma boa circulação sanguínea", explica a psicóloga,sexóloga, terapeuta de casais e cofundadora do Instituto do Casal, Marina Simas de Lima.

Obesidade
Estar acima do peso impacta na autoimagem e pode, em alguns casos, devido ao excesso de pele e à gordura localizada, dar a impressão de que o pênis está escondido ou mais retraído, ou seja, existe a sensação do pênis ser visto como menor do que realmente é. Com isso, o homem pode “fugir” do sexo por se sentir constrangido.

Queda nos níveis da testosterona
A partir dos 40 anos, os homens podem apresentar queda dos níveis da testosterona, hormônio ligado ao desejo sexual.

Depressão
A depressão é uma das causas da queda do desejo sexual. Alguns medicamentos para tratar esta condição podem piorar este sintoma. O ideal é conversar com o médico psiquiatra para buscar medicações que não alterem a libido.

Disfunção erétil/Impotência sexual
Segundo o estudo Mosaico 2.0, cerca de 32% dos homens brasileiros apresentam dificuldades para manter a ereção. O problema tem diversas causas, desde uso de medicamentos, as doenças crônicas já citadas, como também causas psicológicas. “Com medo de falhar, o homem pode evitar o sexo, por mais que goste da parceira”, explica Marina.

Rotina
A rotina no relacionamento pode esfriar as coisas na cama, tanto para o homem quanto para a mulher. “Relacionamentos mais maduros, de muitos anos, tendem a deixar o sexo mais morno. É preciso investir no sexo para deixá-lo atraente. Um lugar novo, uma posição nova, um brinquedo erótico, uma lingerie. Tudo é válido”, recomendam as psicólogas.

Discussões e brigas em excesso
Não há tesão que aguente um relacionamento cheio de conflitos. Se não forem bem resolvidos podem gerar mágoas e ressentimentos que impactam no desejo sexual. “Nada de jogar a poeira para debaixo do tapete. O casal precisa resolver seus conflitos para evitar o distanciamento na cama”, comenta Marina.

Excesso de bebida alcoólica
O álcool, quando consumido em excesso e com frequência, pode levar à disfunção erétil/impotência sexual. O homem pode sentir mais dificuldade em ter ereções, mantê-las, assim como pode demorar mais tempo para ejacular.

Culpa
Homens que têm disfunção erétil/impotência sexual e não tratam podem se sentir culpados por não dar prazer à parceira. Com isso, acabam evitando o sexo. Mesmo homens que não apresentam disfunção erétil, podem se sentir culpados se a parceira reclama do sexo ou se ele sente que não a satisfaz.

Como solucionar?
“Os problemas de saúde devem ser avaliados e tratados por um médico. Quando falamos de problemas psicológicos, o ideal é que o homem ou até o casal procure ajuda de um psicólogo especialista em sexualidade para endereçar essas questões e resolvê-las. O sexo é bom e faz muito bem para a saúde, sendo um dos pilares da qualidade de vida e de um casamento satisfatório”, concluem as psicólogas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário