sexta-feira, 16 de junho de 2017

Aécio pede ao STF que adie decisão sobre prisão


O advogado Alberto Zacharias Toron requereu um prazo de dez dias para contestar os argumentos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot

BAHIA.BA
Foto: Lula Marques/ Agência PT
Foto: Lula Marques/ Agência PT

O advogado Alberto Zacharias Toron, que defende o senador afastado Aécio Neves (PSDB), pediu nesta sexta-feira (16) o adiamento do julgamento do novo pedido de prisão feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF).
O defensor requereu ao ministro Marco Aurélio um prazo de dez dias para contestar os argumentos da PGR sobre a foto do tucano acompanhado de parlamentares de sua sigla, após afastamento, para discutir votações no Congresso e a agenda política. Segundo ele, se trata de um “fato novo” no processo sobre o qual a defesa ainda não se manifestou. Até lá, Toron solicita que o julgamento sobre o pedido de prisão não seja realizado.
O relator do caso no STF pretende julgar dois recursos – um de Aécio e outro da PGR – na próxima terça-feira (20) na Primeira Turma do tribunal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário