segunda-feira, 15 de maio de 2017

‘É humilhação, a minha vida virou um inferno’, diz ex-ministro Mantega


Comandante da economia do país entre 2006 a 2014 disse que tem medo de ser preso e afirmou esperar que "a Justiça faça justiça"

BAHIA.BA
Ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Foto: Divulgação
Ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Foto: Divulgação

O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, que enfrenta tratamento contra um câncer no intestino, concedeu entrevista após três anos, admitiu ter medo de ser preso e disse esperar que “a Justiça faça justiça”.
“Não posso ter uma vida normal. É uma humilhação ser chamado de ladrão. Eu poderia ter começado a dar palestras, consultorias. Criei um nome lá fora, fiz o Brasil ser respeitado. E acabei jogado nessa vala. A essa altura dos acontecimentos, depois de trabalhar tantos anos para o governo, depois de ter tantos resultados, eu não esperava. Realmente eu não esperava. […] A minha vida virou um inferno”, disse ao jornal Folha de S. Paulo, sobre as denúncias.
Ele afirmou que delatores como Marcelo Odebrecht criaram “ficções” para conseguir fechar delação premiada, inventaram histórias “inverossímeis” e sem provas.
Mantega, que foi o mais longevo ministro a comandar a economia do país, de 2006 a 2014, declarou que “estava atrapalhando” os planos do empreiteiro, em 2009, ao defender o veto a uma lei que dava à Odebrecht anistia sobre débitos tributários. E que essa seria a prova “cabal” de que não dava “moleza” ao empresário em troca de recursos para campanhas eleitorais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário