quinta-feira, 25 de maio de 2017

MP recomenda que prefeita Itiruçu exonere servidores por prática de nepotismo



Por Redação BNews
A prefeita Lorena Di Gregório (PRB), de Itiruçu, terá que exonerar sete servidores após uma recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA). Por meio do promotor de Justiça, Saulo Rezende Moreira, o órgão recomendou, durante audiência nesta quarta-feira (24), que gestora anule as contratações de servidores com laços de parentesco com a gestora.
A recomendação não alcança duas servidoras que exercem funções de confiança na atual administração pública municipal e são tias da prefeita. A recomendação tomou por base a determinação de uma Súmula do STF.
 
Casos de nepotismo na prefeitura de Itiruçu teriam sido denunciados por um vereador de oposição à prefeita, Roberto Silva (PSL), que integrava a equipe do ex-prefeito Wagner Novaes (PSDB), antecessor de Lorena, informa o Blog de Marcos Frahm. O MP firmou TAC para combater o nepotismo no município, dando prazo de 40 dias para o cumprimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário