sábado, 12 de agosto de 2017

Mudar é possível!



Caros amigos
Desde que o governo “podre” de Nicolás Maduro intensificou o processo de cubanização da Venezuela, os filiados brasileiros do Foro de São Paulo têm colocado as suas verdadeiras intenções à vista do povo ao qual, por longo tempo, prometeram o “paraíso na terra”!
Desavergonhadamente, os nossos bolivarianos tramam pela concretização do que mais sabem fazer, isto é, o “quanto pior melhor”!
Gleisi “Amante” Hoffman, por exemplo, além de conspirar, aqui no Brasil, pelo incremento do desemprego como argumento favorável para um “volta Lula”, solidariza-se com o ditador Maduro em sua saga pelo massacre do povo venezuelano e condena a suspensão da Venezuela do Mercosul. Enfatiza que o país é “vital para a nossa fronteira amazônica”, com o que concordo, mas, em sentido contrário, haja vista os milhares de cidadãos e famílias daquele país que se têm refugiado no Brasil, fugindo do “paraíso bolivariano”!
Na mesma toada de apoio ideológico ao “podre” Maduro incorporam-se João “Brancaleone” “Josef” Stédile, o jurássico líder de um ridículo agrupamento de desordeiros e foras da lei, chamado de “exército” pelo condenado chefe de quadrilha Lula da Silva, e os não menos ridículos congressistas Paulo Pimenta e Humberto Costa, eles também integrantes da organização criminosa comandada pelo Sr da Silva, entre outros.
Completa a semana a proposta de reforma política apresentada pelo petralha Vicente Cândido, a qual revela, com todas as letras, a intensão da “orcrim” e dos demais corruptos do Congresso de assegurar a sua permanência no local do crime, com o propósito de garantir-lhes o foro privilegiado, a morosidade intrínseca da Suprema Corte e a prescrição de seus crimes.
Como eles já se aperceberam de que, para o eleitorado brasileiro, “mudar é preciso”, e como desconhecem outra forma de competição que não a troca do voto por dinheiro, os grandes partidos (ou quadrilhas?!?) propõem um incremento de bilhões do nosso dinheiro ao obsceno “fundo partidário”, ou seja, pretendem fazer com que nós paguemos a campanha deles, já que a propina do empresariado lhes foi negada como consequência da Lava Jato.
Temos que estar atentos às suas artimanhas, porque, com tudo e apesar de tudo, mudar, além de ser preciso, ainda é possível!
Gen Bda Paulo Chagas

Nenhum comentário:

Postar um comentário