terça-feira, 11 de julho de 2017

Vice-líder do governo na Câmara diz que oposição no Senado age com vandalismo



Por Luiz Fernando Lima e Eliezer Santos | Fotos: Gustavo Lima // Câmara dos Deputados
 
Na chegada ao Senado Federal para acompanhar a votação em plenário da reforma trabalhista, o vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) chamou de “vandalismo” a mobilização feita pelas senadoras de oposição que impediu o presidente Eunício de Oliveira de presidir a sessão que iria analisar a proposta.
“Isso é vandalismo político de uma oposição sanguinolenta. O Eunício não deve recuar”, bradou em depoimento aos jornalistas, e em seguida deu as costas aos profissionais.
Antes ele afirmou que é estudioso da causa e defensor da reforma. Ele chegou à Casa Alta do Congresso acompanhando o líder do governo, senador Romero Juca (PMDB-RR), que não falou com a imprensa.
Nesta terça-feira (11), por volta das 14h, mesmo com os microfones desligados e as luzes do plenário apagadas, as senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN), Ângela Portela (PT-ES), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lídice de Mata (PSB-BA), Regina Sousa (PT-PI) e Kátia Abreu (PMDB-TO) ocuparam a Mesa do Senado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário