domingo, 16 de julho de 2017

Record anuncia que delação de Palocci incrimina a Rede Globo


Resultado de imagem para record versus globo charges
Ilustração reproduzida do Arquivo Google
Deu no site Imprensa Viva
A Rede Record entrou no páreo da luta da Rede Bandeirantes no combate à tentativa de desesperada da Rede Globo de derrubar o governo Temer a qualquer custo. A emissora promete uma “reportagem-bomba” a ser exibida no “Domingo Espetacular” deste domingo (dia 16). O programa levará ao ar detalhes da delação do ex-ministro Antonio Palocci que envolvem a concorrente.
Em chamada, o apresentador Paulo Henrique Amorim adianta a matéria: “Os detalhes da delação premiada que podem colocar um grande grupo de comunicação no meio do escândalo da operação Lava Jato. O ex-ministro Antonio Palocci negocia contar tudo ao juiz Sérgio Moro”. Há cerca de uma semana, a coluna Radar-On-Line da Veja informava que o ex-ministro Antonio Palocci havia incluído em seu pacote de delação um anexo inteiro sobre os controversos benefícios fiscais colhidos pela Rede Globo durante o governo do ex-presidente Lula.
“Prestes a ser concluída, a delação de Antonio Palocci tem um anexo que entra e sai da versão final — sobre questões fiscais da Rede Globo”.
“DESESPERO” – A nota lembra que Moro “condenou o ex-ministro a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro”. Talvez isto explique o desespero de João Roberto Marinho, que foi ao Instituto Lula pedir que o petista se candidatasse à Presidência em 2014 no lugar de Dilma e a tentativa recente da emissora e de seus satélites de derrubar o presidente Michel Temer.
A Globo, que trata os vândalos do PT como manifestantes e tem desprezado o trabalho do juiz Sérgio Moro, deve ter muito a explicar sobre os bilhões em benefícios que colheu dos cofres públicos com a ajuda de Lula e Dilma. Dinheiro suado do contribuinte.
Segundo informações da revista “Veja”, um anexo da delação que está sendo negociada fala sobre questões fiscais da Rede Globo. A chamada do “DE” diz também que Palocci poderá falar sobre supostas “sonegações, leis encomendadas e empréstimos milionários envolvendo dinheiro público”.
Posted in |

Nenhum comentário:

Postar um comentário