sexta-feira, 7 de julho de 2017

Protestos contra o G20 impedem Temer de voltar a hotel na Alemanha


Segundo a Folha de S. Paulo, o metrô está fechado e todos os acessos foram bloqueados, o que impede inclusive a saída dos participantes do evento

BAHIA.BA
Foto: Lula Marques/PT
Foto: Lula Marques/PT

O presidente Michel Temer (PMDB) não conseguiu retornar ao hotel, após o fim de uma das reuniões do G20, na Alemanha, por causa dos protestos contrários à cúpula que acontecem nesta sexta-feira (7).
A polícia local orientou o presidente, por razões de segurança, a ir direto para a apresentação da filarmônica de Hamburgo, ao invés de descansar.
Segundo a Folha de S. Paulo, o metrô está fechado e todos os acessos foram bloqueados, o que impede inclusive a saída dos participantes do evento. Ao menos 160 policiais ficaram feridos e 70 pessoas foram detidas, de acordo com a Reuters.
O governo alemão foi criticado por organizar o evento em Hamburgo, a segunda maior cidade alemã – para evitar as manifestações, as cúpulas em geral são realizadas em regiões mais afastadas do centro.
O precedente que preocupa as autoridades é a cúpula do G8 de 2001 em Gênova, na Itália, onde 200 mil pessoas entraram em conflito com a polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário