domingo, 9 de julho de 2017

Procuradoria deixa de lado superfaturamentos na Lava Jato



Por Redação BNews | Fotos: Sérgio Lima/Folhapress
Apesar da existência de laudos da Polícia Federal e do TCU mostrando o superfaturamento em obras de empreiteiras envolvidas na Lava Jato, o Ministério Público Federal optou por não tratar do assunto ao propor ações para cobrar indenizações de construtoras. 
 
No acordo de delação assinado com a Odebrecht, o termo sobrepreços também não aparece. O principal motivo alegado foi não atrasar as causas cabíveis de improbidade.
 
No entanto, como apontou a Folha de S. Paulo, caso o superfaturamento tivesse sido levado em conta, as indenizações cobradas poderiam ter sido maiores. A Procuradoria diz que a empreiteira reconheceu "implicitamente" ter inflado preços quando admitiu ter participado de um cartel para fraudar as licitações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário