domingo, 2 de julho de 2017

Onde nada é eterno




Perder o medo da vida me fez transcender a hipocrisia.
Quantos se escondem por trás das redes sociais; mandar uma mensagem inbox também pode “matar” uma pessoa. Agradeço as palavras que tinham por objetivo ultrajar, mas não me ofenderam, ensinando-me a ser um indivíduo melhor.
Não estou namorando, não tenho filhos, moro com os meus pais, sou vegetariano, ganho o necessário para a manutenção da minha vida... sou Feliz e isso é o que verdadeiramente importa! Tem mais alguma pergunta?
O casamento do supérfluo com o ego tem levado os homens para os porões da dor e da miséria humana.
Por que eu não gostaria de mulher? Independentemente de qualquer opinião, biologicamente e psicologicamente sou homem. Vestir-me de mulher não altera o meu caráter, a minha dignidade e a coerência das minhas ações. Tenho orgulho de me compararem com Jorge Lafond (Vera Verão), Clodovil Hernandes, Marco Nanini... sou Humano!
Vida, obrigado pela oportunidade. Universo, minha eterna gratidão pelo acolhimento. Deus faz de mim um canal de auxílio para o próximo. Criaturas de todas as galáxias, o meu eterno amor.
Ser feliz é o meu objetivo, amar é a minha missão.

Dhiogo J. Caetano - Professor, jornalista, ator. 
Uruana, Go

Nenhum comentário:

Postar um comentário