quinta-feira, 13 de julho de 2017

Nomes de filhos de vereador constavam em lista do Bolsa Família em Itagibá


A prefeitura de Itagibá publicou no Diário Oficial do Município, no último dia 29 de junho, uma grave denuncia de fraude contra o Programa Federal Bolsa Família. Na lista dos supostos fraudadores está incluído o nome do vereador Saulo Marcelo Miranda, conhecido popularmente como ‘Saulo Carteiro’. Segundo a publicação no Diário Oficial, “ficou robustamente provado que a ex-agente pública, Joice Silva da Oliveira, manteve conduta criminosa ao fraudar o programa bolsa família, em seu próprio benefício e em benefício de Saulo Marcelo Miranda [vereador e cunhado da agente pública] e de Selma de Jesus Silva, mediante inclusões no CAD-ÚNICO dos filhos dos mesmos; agindo em conluio ardiloso para fraudar o programa bolsa família”. De acordo com o levantamento feito pela secretaria de Assistência Social, os nomes dos dois filhos de Saulo Miranda permaneceram ativos no programa federal até o dia 10 de fevereiro de 2017. Ainda conforme a denuncia, a ex-agente pública Joice Silva Oliveira, mesmo após ter sido exonerada do cargo, em dezembro do ano passado, possuía uma matrícula funcional e teve acesso ilimitado ao sistema até o dia 11 de fevereiro de 2017, e teria deletado o cadastro feito com os nomes dos filhos do vereador eleito no ano passado.
Saulo se defendeu através das redes sociais divulgando uma nota na qual nega as acusações. “Quem me conhece sabe que jamais, em toda minha vida, participei ou apoiei práticas ilícitas. Estou na política convicto dos valores cristãos e princípios morais que defendo. Nunca tivemos cadastro e nem recebemos nenhum valor referente ao Programa Bolsa Família. Jamais soubemos ou autorizamos a inserção dos nossos filhos em cadastro algum, muito menos de terceiros ou de quem quer que seja… Tenho paz com Deus, a tranquilidade de que não tenho nada a temer e a certeza de que tudo ao seu tempo será esclarecido, pois eu sou o maior interessado em provar que sou inocente e que fui vítima. Que a justiça seja feita!”, escreveu o vereador. A prefeitura informou que já encaminhou cópia do processo administrativo para o Ministério Público Federal, Polícia Federal, Câmara Municipal de Itagibá e para a Corregedoria dos Correios (onde o vereador Saulo é efetivado através de concurso público), para que as instituições públicas possam adotar as medidas cabentes ao caso. GiroIpiau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário