quinta-feira, 13 de julho de 2017

Lula convoca entrevista coletiva para criticar o juiz Moro e reafirmar a candidatura


Os protestos já começaram a ser organizados pelo PT
Sérgio Roxo
O Globo
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve falar nesta quinta-feira, em entrevista coletiva na sede do PT, sobre a sentença a nove anos e seis meses de prisão, determinada pelo juiz Sérgio Moro. Nesta quarta-feira à tarde, Lula recebeu a notícia de que foi condenado na sala onde despacha diariamente no Instituto que leva o seu nome, em São Paulo. O ex-presidente já havia almoçado, no próprio local, como costumava fazer, quando foi informado por assessores sobre a sentença. Como é hábito, procurou não demonstrar abatimento, alegando que já esperava por uma decisão desse tipo.
O ex-presidente tinha uma reunião sobre a viagem que fará no mês que vem ao Nordeste, no começo da tarde. O encontro com Marcio Macedo, um dos vice-presidentes do PT, foi mantido, mas o tema mudou e passou a ser a estratégia do partido para reagir à condenação.
INDIGNAÇÃO — “O presidente recebeu a notícia com a serenidade de um inocente e com a indignação de um injustiçado” — disse Macedo.
Duas horas depois da divulgação da sentença, um grupo de 20 pessoas ligadas ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC se reuniu na frente do instituto para manifestar apoio a Lula.
“O presidente não tem receio de ser preso. Ele acredita na inocência dele e nas outras instâncias (da Justiça)” — afirmou Wagner Santana, presidente do sindicato.
Posted in

Nenhum comentário:

Postar um comentário