terça-feira, 11 de julho de 2017

Governo prevê vitória folgada em reforma trabalhista


A expectativa do líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), é conseguir ao menos 48 votos favoráveis à proposta

BAHIA.BA
Ricardo Ferraço e Romero Jucá durante sessão na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) para discutir parecer do relator para o projeto de reforma trabalhista Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Ricardo Ferraço e Romero Jucá durante sessão na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) para discutir parecer do relator para o projeto de reforma trabalhista
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo espera aprovar nesta terça-feira (11), no plenário do Senado, o projeto que trata da reforma trabalhista com uma margem de ao menos sete votos, de acordo com o jornal Estado de São Paulo.
A votação será o maior teste de força do presidente Michel Temer, que tem nas reformas o seu principal argumento para se manter no cargo e superar a grave crise política que enfrenta.
A expectativa do líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), é conseguir ao menos 48 votos favoráveis à proposta, mais até do que o requerimento de urgência, aprovado na semana passada por 46 votos a 19.
Há uma semana, a conta do Planalto era menos otimista e dava como certo o aval de 42 dos 81 senadores. A reforma trabalhista é considerada mais simples de ser aprovada, por precisar de maioria simples no plenário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário