quarta-feira, 12 de julho de 2017

Geddel Vieira Lima cumprirá prisão domiciliar, diz jornal


"Não estou sabendo de nada ainda. Não sei como é que souberam disso, com trecho de decisão e tudo", disse Lúcio ao bahia.ba

Clara Rellstab / Evilasio Junior/ BAHIA.BA
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

No mesmo dia em que a Justiça condenou o ex-presidente Lula (PT), o ex-ministro Geddel Vieira Lima teve o benefício de prisão domiciliar concedido por ordem do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, segundo o jornal Estadão.
“Não estou sabendo de nada ainda. Não sei como é que souberam disso, com trecho de decisão e tudo. Nem o advogado dele [Gamil Föppel] está sabendo de nada ainda”, afirmou Lúcio Vieira Lima, em entrevista ao bahia.ba.
De acordo com a coluna Radar Online, da revista Veja, o desembargador escreveu que “o fato do processo penal não poder se prestar à ineficácia e à morosidade não autoriza a Justiça a trabalhar por ficção” e que “ofende a língua portuguesa decretar prisão ‘preventiva’ por atos de 2012 a 2015″.
O peemedebista havia sido preso em 3 de julho por ordem do juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal, de Brasília, sob acusação de pressionar a mulher do doleiro Lucio Funaro a não fazer delação premiada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário