quinta-feira, 13 de julho de 2017

Eu estou no jogo, diz Lula sobre disputa a presidência mesmo após condenação



Por Cíntia Kelly | Fotos: Reprodução
Em pronunciamento, um dia após ter sido condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reafirmou a sua disposição em disputa as eleições de 2018.
“Se pensaram que com essa sentença me tirariam do jogo, pode saber. Eu estou no jogo. Quero dizer ao meu partido. Ate agora não tinha reivindicado, mas vou reivindicar o direito de me colocar como postulante a presidente”, disse a uma plateia de petista, na sede do PT, em São Paulo.
Lula foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela acusação de ter sido beneficiado com um tríplex em um condomínio em Guarujá (SP). Moro acatou a denúncia do MPF (Ministério Público Federal) na qual, segundo a acusação, o ex-presidente recebeu propina por causa de três contratos firmados entre a empreiteira OAS e a Petrobras, entre 2006 e 2012.
Em 20 minutos de pronuciamento, o ex-presidente negou que houvesse provas contra ele e conclamou a imprensa e a sociedade a aprontar uma prova que evidencai que ele é o dono do triplex. “Se alguém tiver uma prova contra mim, diga. Mande para Justiça, para Suprema Corte. Ficaria feliz se for condenado com base em uma prova. O que me deixa indignado, mas, sem perder a ternura, é você perceber que você está sendo vitima de um grupo de pessoas que contaram a primeira mentira e vão passar a vida inteira mentindo de que o Lula era dono de um triplex. Não sou dono”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário