quinta-feira, 6 de julho de 2017

Em meio à crise, Temer libera R$ 1,8 bilhão em emendas em junho


No acumulado do ano até maio, o governo havia empenhado apenas R$ 102,5 milhões em emendas

BAHIA.BA
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Em meio à denúncia por corrupção passiva em trâmite na Câmara, o presidente Michel Temer (PMDB) reforçou a liberação de verbas para os parlamentares. Segundo o Estadão, somente em junho, o governo empenhou mais de R$ 1,8 bilhão em emendas – o valor já supera o empenhado pela ex-presidente Dilma Rousseff para tentar barrar o impeachment no ano passado.
No acumulado do ano até maio, o governo havia empenhado apenas R$ 102,5 milhões em emendas. Ao todo, cada parlamentar pode apresentar até 25 emendas individuais. O valor total previsto para emendas este ano é de R$ 6,3 bilhões.
A liberação desses recursos é vista como uma espécie de moeda de troca entre o Palácio do Planalto e o Congresso, e costuma ser usada pelo governo para garantir apoio em votações importantes. Para barrar o seguimento da denúncia, Temer precisa do voto de pelo menos 172 dos 513 deputados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário