quinta-feira, 13 de julho de 2017

Desembargador autoriza soltura de Geddel mesmo sem tornozeleira


Governo do Distrito Federal informou que não dispunha do equipamento, que será colocado no ex-ministro assim que ele chegar a Salvador

BAHIA.BA
Foto: Reprodução/ TV Globo
Foto: Reprodução/ TV Globo

Após o governo do Distrito Federal informar que não dispunha de tornozeleiras eletrônicas, o desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), autorizou a saída do ex-ministro Geddel Vieira Lima da prisão mesmo sem o equipamento, segundo informações do G1.
O magistrado determinou que a tornozeleira seja colocada quando o peemedebista chegar a Salvador, onde cumprirá prisão domiciliar.
A Polícia Federal na Bahia foi notificada da decisão do desembargador, assim como a Justiça Federal de Brasília, que ordenou a prisão preventiva de Geddel.
O governo do Distrito Federal atribuiu a falta de tornozeleiras à assinatura recente do contrato para fornecimento dos equipamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário