terça-feira, 18 de julho de 2017

Baleia Azul: Investigação diz que aliciador preso fazia ameaças de morte


Polícia faz operação em nove estados contra pessoas envolvidas com o jogo


Policiais civis prenderam nesta terça-feira (18) um homem de 23 anos, acusado de aliciar crianças e adolescentes para o desafio da Baleia Azul. Ele foi preso em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e, segundo a Polícia Civil, confessou ter cooptado cerca de 30 vítimas para o jogo, que incita o cometimento ao suicídio.
Matheus Silva, de 23 anos, foi preso pelos agentes na favela Nova Era, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.
Além do mandado de prisão contra o homem, policiais cumprem 24 mandados de busca e apreensão em nove estados. Segundo a Polícia Civil, o homem abordava as vítimas nas redes sociais e apresentava 50 desafios, incluindo automutilação e, por fim, o suicídio.
Um homem que confessou ser um dos aliciadores do jogo foi preso
Um homem que confessou ser um dos aliciadores do jogo foi preso
Para garantir que as vítimas permanecessem no jogo, o homem fazia ameaças de morte a elas e a membros de sua família. A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática da Polícia Civil do Rio começou a monitorar as redes sociais e encaminhou ofícios a escolas e postos de saúde para que fossem reportados casos de automutilação envolvendo menores de idade.
Foram encontradas 15 vítimas, todas com ferimentos e em estado de depressão. Nenhum caso de suicídio foi registrado.
Sob comando da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), são 24 mandados de busca e apreensão no Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, além de um mandado de prisão a ser cumprido no Rio de Janeiro.
A operação, chamada Aquarius, está sendo coordenada pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática da Polícia Civil fluminense.
Às 8h50, os policiais já haviam apreendido telefones celulares e computadores em todos os estados onde a ação foi realizada. Os agentes vão avaliar o material apreendido, que vai ajudar a identificar os outros curadores do Baleia Azul.
Com Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário