quarta-feira, 21 de junho de 2017

Souto se mantém contra transposição do São Francisco e critica petistas


Secretário municipal da Fazenda cobrou “compensação” de aliados de Jaques Wagner e Rui Costa, já que a Bahia não foi contemplada no projeto

Rodrigo Daniel Silva / BAHIA.BA
Foto: Max Haack/Agecom
Foto: Max Haack/Agecom

Mais de 10 anos depois, o ex-governador e atual secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto (DEM), disse, em entrevista ao bahia.ba, que se mantém contra a transposição do Rio São Francisco, à exceção do trecho Leste, pois “resolve o problema de abastecimento humano”.
O democrata foi crítico da proposta elaborada pelo do ex-presidente Lula (PT) e diz permanecer com o mesmo entendimento, apesar de o aliado Michel Temer (PMDB) dar prosseguimento ao projeto.
“[Continuo com] a mesmíssima posição. O que disse – sempre falei – é que o eixo chamado de Leste, que tem beneficiado Pernambuco e Paraíba, […] está destinado a resolver o problema do abastecimento humano para algumas importantíssimas cidades. Só acho que poderia ter feito investimento menor com o mesmo resultado. Agora, [sou contra quando] se justifica o eixo Norte […] para transportar água a centenas de quilômetros para fazer irrigação, quando ainda temos centenas de cidades, de povoados, nas margens do São Francisco que não tem água”, afirmou, ao ressaltar que “não há mais” como rever o projeto.
Ainda na entrevista, Souto, sem citar nomes, cobrou aos petistas baianos Jaques Wagner e Rui Costa uma suposta “compensação” que a Bahia receberia, já que não foi contemplada na proposta do Velho Chico. “Na eleição de presidente e do governo passado, se falou muito de uma compensação para Bahia, de um novo canal, que seria o eixo Sul. Me lembro que, na época da campanha, chegou a se anunciar que em 60 dias esse projeto seria iniciado. Nós vamos completar quatros anos e a Bahia sequer mereceu qualquer compensação. Quem defendeu o projeto, naquela época, deveria ter pelo menos exigido uma compensação para a Bahia”, criticou.
Recentemente, obra foi alvo de polêmica entre petistas e aliados de Temer. Os ex-presidente Lula e Dilma Rousseff (PT) visitaram a obra do eixo Leste, após o presidente inaugurar, para o que nomearam de “Inauguração Popular da Transposição do São Francisco”. Nesta terça-feira (20), o Supremo Tribunal Federal (STF) liberou as intervenções para a construção do último trecho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário