terça-feira, 6 de junho de 2017

Planalto continua confiante em que Temer será inocentado por 4 votos a 3


Resultado de imagem para supremo charges
Charge do Pelicano (pelicanocartum.net)
José Carlos Werneck
Apesar de todo o espetáculo circense montado em Brasília e da excitação midiática quanto ao julgamento do processo da chapa Dilma/Temer, no Tribunal Superior Eleitoral, os observadores mais experientes já são unânimes em afirmar que uma coisa é certa: se a decisão for desfavorável a Temer, seus advogados entrarão com recurso no próprio TSE e, em caso de nova derrota, irão até o Supremo Tribunal Federal.
O governo tem certeza que os votos dos ministros Napoleão Maia, Tarcísio Vieira de Carvalho e Admar Gonzaga sejam favoráveis ao presidente, o que garantiria a vitória, com o voto final do ministro Gilmar Mendes. A ideia da defesa de Temer é terminar rapidamente o julgamento após os sinais da Procuradoria-Geral da República da Polícia Federal, nos últimos dias, indicando que, se o presidente Temer abrir vantagem no julgamento, a tendência é que, do outro lado, o processo no Supremo por obstrução de Justiça também seja acelerado.
Em Brasília todos apostam que Luiz Fux e Rosa Weber votarão pela cassação da chapa, pois o ministro Fux é muito suscetível à pressão da opinião pública e a ministra Rosa é ligada à ex-presidente Dilma Rousseff. Assim o voto de Minerva ficaria nas mãos de Gilmar Mendes, por ser o presidente do TSE. Para o Governo seria o ideal o placar de 4 a 3 para sair vitorioso e ganhar a sobrevida tão necessária ao presidente Michel Temer.
Posted in

Nenhum comentário:

Postar um comentário