sábado, 10 de junho de 2017

‘O direito foi respeitado e a Justiça foi feita’, diz defesa de Dilma


Após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral de absolver a Chapa Dilma-Temer, Flávio Caetano admitiu que mantém a busca pela anulação do processo de impeachment

BAHIA.BA
O advogado Flávio Caetano, que defende a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), considerou que a absolvição da chapa da petista e do presidente Michel Temer (PMDB) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi um reconhecimento da soberania popular, segundo reportagem da Agência Brasil.
De acordo com o defensor, “o TSE reconhece que os 54,5 milhões de votos dados a Dilma Rousseff, em 2014, são válidos, que o diploma eletivo continua preservado e que os direitos políticos continuam preservados. Entendo que o direito foi respeitado e a Justiça foi feita”.
Após a decisão do TSE nesta sexta-feira (9), Caetano voltou a afirmar que a tese de que impeachment que retirou o mandato da ex-presidente foi ilegal e que manterá a busca pela anulação do processo de impedimento aprovado pelo Congresso Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário