quarta-feira, 7 de junho de 2017

Moro diz que defesa de Lula teve acesso às delações de Odebrecht


Cristiano Zanin Martins, advogado do ex-presidente, acusou o juiz de tentativa de intimidação

BAHIA.BA

Federal Judge Sergio Moro speaks during a business meeting promoted by Business Leaders Group (LIDE) in Sao Paulo Brazil on September 24 2015. Moro is in charge of the investigation on oil giant Petrobras corruption scandal.  AFP PHOTO / Nelson ALMEIDA        (Photo credit should read NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)
Foto: NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images

O juiz Sergio Moro rebateu, nesta terça-feira (6), as críticas do advogado de Lula (PT), Cristiano Zanin Martins, que o acusou, em nota, de tentativa de intimidação.
Moro afirmou que a defesa do ex-presidente teve acesso as delações da Odebrech antes da audiência desta segunda-feira (5), quando Zanin ingressou com recurso alegando que não teve acesso aos documentos. O advogado pediu a suspensão dos depoimentos a Moro dos executivos Emílio Odebrecht e Alexandrino Alencar.
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que pode revisar as decisões de Moro, acatou parcialmente o recurso do petista pedindo que os empresários fossem ouvidos em outra data para que os advogados de Lula pudessem fazer perguntas adicionais. Moro determinou hoje à tarde que Emílio e Alexandrino falem novamente no próximo dia 12, na Justiça Federal de São Paulo por meio de videoconferência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário