sábado, 24 de junho de 2017

Janot pede mais 60 dias para concluir investigações contra Aécio

O DEFENSOR
Senador Aécio Neves durante sessão do Senado em Brasília
11/05/2016 REUTERS/Ueslei Marcelino
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prorrogação por 60 dias do prazo para a conclusão das investigações no âmbito de dois inquéritos instaurados contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) com base na delação da Odebrecht.
Um dos casos diz respeito à acusação de que o então senador Aécio Neves recebeu em 2014 valores indevidos pelo grupo Odebrecht para a sua campanha eleitoral. De acordo com delatores os pagamentos teriam sido feitos de forma dissimulada por meio de contratos fictícios firmados com a empresa PVR Propaganda e Marketing Ltda.
“O prazo inicial concedido de 30 dias para conclusão da investigação mostrou-se insuficiente para apuração adequada dos fatos, razão pela qual a autoridade policial requereu a sua prorrogação. O pedido da autoridade policial merece acolhida, haja vista existirem diversas medidas investigatórias ainda pendentes”, escreveu o procurador-geral da República.

Nenhum comentário:

Postar um comentário