terça-feira, 6 de junho de 2017

Haddad será intimado a depor por declaração sobre propina no Itaquerão


Segundo o ex-prefeito de São Paulo, o promotor de Justiça Marcelo Milani teria solicitado R$ 1 mi para não ingressar com ação judicial contra a lei que permitia à prefeitura emitir R$ 420 mil em CIDs

BAHIA.BA
Fernando Haddad (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Fernando Haddad (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Fernando Haddad (PT), ex-prefeito de São Paulo, será intimado pela Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado de São Paulo a prestar depoimento sobre sua declaração a respeito do promotor de Justiça Marcelo Milani.
Segundo Haddad, em texto publicado na revista Piauí, Milani teria solicitado propina de R$ 1 milhão para não ingressar com ação judicial contra a lei que permitia à prefeitura emitir R$ 420 milhões em Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs), títulos que ajudaram o Corinthians a viabilizar a construção da Arena em Itaquera.
“Fui informado de que, para não ingressar com a ação judicial, o promotor teria pedido propina de R$ 1 milhão”. “Não me restava alternativa como agente público senão levar o fato relatado ao conhecimento da Corregedoria-Geral do Ministério Público, para que fosse devidamente apurado”, diz o texto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário