domingo, 4 de junho de 2017

Governo boliviano vai cobrar indenização integral de seguradora de voo da Chape



Por Redação BNews
A argumentação da Bisa Seguros e Resseguros S/A, seguradora da LaMia, não será aceita pelo governo boliviano, de acordo com informações divulgadas pela agência DC Esporte.
 
Por meio de um comunicado emitido pelo Ministério de Obras Públicas e Serviços, a Bolívia reforçou que vai cobrar que a seguradora pague os US$ 25 milhões (cerca de R$ 80 milhões), previstos no contrato, para os familiares da delegação da Chapecoense, jornalistas e tripulantes do voo que terminou em tragédia no dia 29 de novembro do ano passado. 
 
A Bisa alega infrações em cláusulas contratuais da empresa LaMia para que o acordo fosse invalidado. Entre elas estão o não pagamento de mensalidade de apólice, proibição de voo para a Colômbia e negligência. No comunicado, o ministério boliviano informa que é de responsabilidade da seguradora pagar de forma direta a indenização aos familiares dos falecidos e aos sobreviventes. Desta forma, declara que não vai aceitar os argumentos da seguradora. 
 
Além do pagamento de forma direta e integral da apólice, o Ministério de Obras Públicas e Serviços reforçou que o seguro estava vigente e que vai cuidar para que seja cumprido o contrato.  A seguradora chegou a oferecer, anteriormente, um acordo de US$ 200 mil (cerca de R$ 650 mil) para que fosse dividido entre famílias e vítimas do acidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário