terça-feira, 6 de junho de 2017

Em greve desde o dia 25, vigilantes da Bahia se reúnem nesta terça


O DEFENSOR
Em greve desde o último dia 25 de maio, os vigilantes da Bahia participarão de uma nova rodada de negociação com o sindicato patronal nesta terça-feira (06), no Ministério Público do Trabalho (MPT), em Salvador. A categoria pede que o piso salarial passe de R$ 1.002 para R$ 1.500, aumento de 7%, e reajuste no tíquete alimentação, além de cota de 30% para mulheres em todos os cargos, mas dizem que os patrões ofereceram apenas 1% de aumento. O Sindicato dos Vigilantes acusa o sindicato patronal de intransigência e de tentar alterar um Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) assinado com a categoria em 2012, para prorrogar a jornada de 12h de trabalho. A greve dos vigilantes afeta em especial os atendimentos em agências bancárias e nos postos da Previdência Social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário