domingo, 11 de junho de 2017

Aeroporto de Ilhéus pode ser esvaziado

aeroporto de una
10.Junho.2017
JORNAL A REGIÃO
e trocado por Una em alguns meses, depois que a Anac autorizou a pista de Comandatuba a receber voos regulares. Há muito tempo o jornal A Região denuncia uma ofensiva para esvaziar o aeroporto de Ilhéus e beneficiar o de Comandatuba, que atende exclusivamente aos interesse do Hotel Transamérica.
O resort é o dono do aeroporto, que antes só podia receber voos charters. Isso fazia com que ele tivesse que buscar os hóspedes em Ilhéus, a 76 km, em um trajeto de mais de uma hora de viagem. O primeiro sinal de sabotagem foi a Anac proibir pousos com chuva no aeroporto Jorge Amado.
Isso, apesar deles serem feitos há décadas sem nenhum incidente. A Infraero, que tinha comprado equipamentos para pouso por instrumentos, desistiu de instalá-los em Ilhéus, sem explicar. Em seguida, a Anac cortou 300m da pista, o que tornou inviável o pouso dos Airbus A320.
Ele é o mais utilizado nesta rota. O local perdeu voos regulares, já que a alternativa, que é usar A319, esbarra no fato de que este avião é o mais usado na ponte aérea Rio-São Paulo, mais rentável. Há anos, a TAM também vem fazendo um voo semanal regular para Una, apesar de irregular.
Comandatuba
Agora o aeroporto de Comandatuba vai passar a receber voos regulares, com a ajuda do Governo do Estado, que montou uma unidade contra incêndios no local, exigência da Anac para a liberação dos voos comerciais diários.
A pista de Comandatuba pode receber aeronaves como o Boeing 737 e o Airbus 320 (aquele que foi proibido de pousar em Ilhéus pela Anac, alegando a falta dos 300 metros que ela mesma bloqueou). Outro indício claro é que a TAM tem balcão comercial em Comandatuba há muitos anos.
Para este jornal, não vai demorar para que a TAM saia do aeroporto de Ilhéus e se concentre no de Una. As outras podem seguí-la, o que seria o fim do aeroporto ilheense. Se ou quando isso acontecer, duas outras cidades serão duramente afetadas.
Uma é Itacaré, para onde vão mais de 60% dos passageiros que descem em Ilhéus. Eles terão que viajar mais de duas horas de van entre Una e Itacaré, depois de ter gasto outro tanto dentro do avião, podendo inviabilizar o turismo local.
A outra é Itabuna que, por ser centro financeiro da região, tem a maioria dos passageiros em Ilhéus. O itabunense terá que ir, de carro, van ou ônibus, até Una, gastando quase duas horas em estrada ruim, ou descer pela BR-101 para embarcar em Porto Seguro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário