quarta-feira, 17 de maio de 2017

Pastor constrói igreja em suposto terreno da prefeitura, diz oposição


Imóvel pode ser vendido caso a Câmara de Salvador aprove proposta do Executivo municipal

BAHIA.BA
Foto: Divulgação/Ascom
Foto: Divulgação/Ascom

Um pastor constrói uma igreja evangélica em um terreno supostamente pertencente à prefeitura de Salvador que pode ser desafetado e vendido, segundo vereadores da oposição.
De acordo com a bancada da minoria, o pastor Ivo Lago Neiva apresentou aos edis o título de posse da área, que fica em frente ao Aeroclube, assinado por Paulo Fontana, ex-titular da Secretaria de Infraestrutura e Defesa Civil. A escritura de legalização foi identificada pelo número 023059/2014 e autenticada no 2º Cartório de Registro de Imóveis.
Segundo Ivo Neiva, os documentos foram retirados, em 2014, e seguiram todos os trâmites legais. “Quando soubemos que o terreno de nossa igreja estava na lista dos que serão desafetados, não entendemos nada. Acredito que se trate de algum mal-entendido da prefeitura”, declarou.
Os vereadores Marta Rodrigues, Moisés Rocha, Luiz Carlos Suíca, todos do PT, Sílvio Humberto (PSB), Toinho Carolino (PTN) e o líder da bancada, José Trindade (PSL), visitaram, nesta quarta-feira (17), quatro dos 32 imóveis que podem ser desafetados se a proposta do Executivo municipal for aprovada pela Câmara de Salvador.
“Este fato nos leva a crer que não houve estudo aprofundado na escolha dos terrenos que serão desafetados. Seria o afã da prefeitura em apenas lucrar com a venda de terrenos de maneira irresponsável?”, questionou a vereadora Marta Rodrigues.
imovel-terreno-prefeitura-salvador-pastor-escritura-ft-divulgacao

Nenhum comentário:

Postar um comentário