quinta-feira, 18 de maio de 2017

FHC sugere renúncia após delações da JBS


Ex-presidente defendeu que os personagens da atual crise devem abdicar de seus cargos caso não consigam prestar boas explicações

BAHIA.BA
Fernando Henrique Cardoso (Foto: Divulgação / PSDB)
Foto: Divulgação / PSDB

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sugeriu nesta quinta-feira (18) que os alvos das delações de executivos do grupo JBS devem renunciar aos seus cargos caso não consigam prestar boas explicações.
Entre os atingidos pela crise política instalada desde a noite desta quarta-feira (17), estão o presidente Michel Temer (PMDB) – que negou nesta quinta (18) uma renúncia – e o senador afastado Aécio Neves (PSDB).
“Os atingidos por elas [denúncias] têm o dever de se explicar e oferecer à opinião pública suas versões. Se as alegações de defesa não forem convincentes, e não basta argumentar são necessárias evidências, os implicados terão o dever moral de facilitar a solução, ainda que com gestos de renúncia. O país tem pressa. Não para salvar alguém ou estancar investigações”, disse FHC, em texto publicado em sua página no Facebook.
O dono do JBS, Joesley Batista, gravou o aval de Temer para “comprar o silêncio” do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Batista também gravou um pedido de Aécio de R$ 2 milhões para supostamente pagar despesas com advogados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário