domingo, 14 de maio de 2017

Doria acha que Lula não deve ser preso agora, mas só depois das eleições


O prefeito João Doria (PSDB), o firula-man, tem uma análise curiosa sobre a eventual prisão de Lula.
Diz o prefeito: “se Lula fosse preso agora, usaria isso a seu favor, posaria de vítima, mobilizaria boa parte da sociedade brasileira e até líderes internacionais. E ainda abusaria da versão de que só estaria sendo preso para não poder voltar à Presidência. “Um novo golpe”, gritariam os petistas. Deixem o Lula concorrer e ser derrotado. Ele precisa ser condenado primeiro pelo povo e só depois pela Justiça, não o contrário. É assim que ele tem de entrar para a história”
A fala está registrada na coluna ‘Doria, o anti-Lula’ de Eliane Catanhêde, no Estadão.
O PT e Lula vão sempre se fazer de vítima, não importa o resultado. Tudo o que a Lava Jato não precisa é fazer cálculo político como o do prefeito. Se é bandido, tem que ir para a cadeia e pronto. Pior ainda se for depois das eleições, quando os ânimos vão estar mais acirrados.
Esse tipo de comentário é o novo ‘deixa sangrar‘ de FHC, durante o Mensalão, e de Aloysio Nunes e dos senadores tucanos, durante o processo de impeachment que o PSDB só apoiou empurrado.
Lula tem que ser preso e o registro do PT tem que ser cassado no TSE. Assim como o do PSDB.
Sai pra lá, firula-man!
João Doria (PSDB), prefeito de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário