Loading...

PASSAGEM AÉREA

sábado, 10 de agosto de 2013

Ribeirinhos são fascinados pela riqueza do Araguaia: 'Para nós é tudo'


Especial "Força do Araguaia" mostra as comunidades que vivem em Goiás.
Trabalho para preservar a natureza nas margens do rio é constante.

Do G1 GO, com infomações da TV Anhanguera

O especial "Força do Araguaia" mostra que a riqueza do rio não só atrai inúmeras espécies de animais, mas também famílias, que escolhem morar às suas margens. Fascinados, ribeirinhos mantém uma relação próxima com a natureza. “O Rio Araguaia para nós é tudo. Se tirar ele, nós ficamos como peixe fora d’água”, ressalta o guia de pesca Luis Carlos Batista.

Comunidades se desenvolvem no entorno do rio há décadas. A população tem se esforçado para preservar o Araguaia. No entanto, nem sempre houve uma relação harmoniosa.
A pesca predatória é um das principais formas de depredação que precisa ser constantemente combatida. “Meu pai fez tanto por a gente, para nos criar. Mas quanto peixe ele não matou para sobrevivência?! Nisso o rio foi destruindo”, recorda Antônio Ribeiro, de 71 anos.

A ação desmedida de ribeirinhos e turistas comprometeu a existência de muitas espécies. Como resultado do processo de conscientização ambiental, alguns tipos de peixes voltam a ser vistos no Araguaia. “O rio hoje já tem algumas espécies que não se via e que voltaram a aparecer. E aquelas que a gente tinha, estão mais abundantes”, constata o ribeirinho Luis Carlos.

Guia de pesca
Para incentivar a preservação no Araguaia, um projeto é desenvolvido pelo Sebrae em Aruanã, a 310 quilômetros de Goiânia. O programa consiste em treinar antigos pescadores para mostrar aos turistas o caminho dos cardumes. “O pescador tinha a concepção da pesca predatória, que tinha que ir ao rio, pegar peixe, comercializar. Ele começou a ver outra oportunidade de trabalho, bem mais rentável, que é a atividade de guia”, explica a secretária de Turismo de Aruanã, Bibiane Corrêa.
Ribeirinhos mantém uma relação próxima com a natureza exuberante (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Luis Carlos e sua família estão entre os que tentam preservar a região (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)






Com ribeirinhos, visitantes praticam a pesca esportiva, que consiste em devolver o pescado à água, sem prejuízo para as espécies. “A partir do momento que ele [pescador] pega o turista e leva para o rio, tem a oportunidade de praticar a pesca esportiva e de contemplar a natureza”, conta Bibiane.

A mudança no comportamento dos ribeirinhos reflete na família. As novas gerações crescem apreendendo a importância da sustentabilidade. Luis Carlos diz que a filha já cresceu com uma nova visão: “Toda vez que ela ia pescar pintado comigo, soltava os peixes”.

Turismo
Com cinco mil moradores, Aruanã é uma das cidades desenvolvidas às margens do Rio Araguaia que mais recebe turistas. Conforme os ribeirinhos, cerca de 150 mil pessoas passam pelas praias do município na alta temporada.
Turistas participam de projetos para preservação dos peixes da região (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Turistas participam de projetos para preservação dos peixes da região (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)




Na cidade que tem nome de peixe, há um presídio militar datado do século dezenove. Um velho barco à vapor ainda está na Praça Beira Rio. Mas o que encanta aos turistas é a combinação de praia, rio, natureza e diversão. A todo momento, pode-se conferir a bela paisagem, digna de cartão postal.

“Isso daqui é uma mãe que a gente tem. E qualquer hora que você chega ela está de braços abertos para te esperar, desde que você não abuse”, ressalta o guia Antônio Ribeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário