Loading...

PASSAGEM AÉREA

sábado, 25 de agosto de 2012

Presos de Porto Velho falam sobre a vida na cadeia para estudantes


Medida é para coibir a entrada de jovens no mundo do crime.
Projeto é do Ministério Público Estadual.

Do G1 RO

Estudantes tiram dúvidas sobre a vida na prisão (Foto: Ascom/Divulgação)Estudantes tiram dúvidas sobre a vida na prisão
(Foto: Ascom/Ministério Público/Divulgação)
Presos do regime semiaberto vão responder a dúvidas e curiosidades de estudantes de escolas públicas e privadas, com idade a partir de 18 anos, com o intuito de alertar os jovens sobre os riscos do envolvimento com substâncias entorpecentes. O projeto 'Ressocialização: uma proposta proativa' é do Ministério Público de Rondônia (MP) através do Centro de Apoio Operacional de Política Penitenciária e Execução Penal (CAOP-PPE) e teve início na quinta-feira (23) com os alunos do segundo e terceiro anos da Escola Estadual Petrônio Barcelos, em Porto Velho.
O promotor de Justiça Cláudio Wolff Harger afirmou ter conhecido jovens de 19 e 20 anos de idade já com duas condenações por envolvimento com drogas, e acredita que apresentar essa realidade aos outros jovens vá coibir este tipo de crime.
Foram realizadas palestras, apresentação de vídeos sobre as prisões do estado, seguidas de uma conversa entre apenados e comunidade escolar. Neste primeiro encontro, dois jovens que cumprem pena no regime semiaberto por tráfico de drogas, responderam perguntas sobre a vida na prisão, as perspectivas para o futuro, discriminação e sobretudo os motivos para o ingresso no crime.
“Me envolvi com o crime por causa das drogas. A mensagem que tenho para vocês hoje é a de que se estão indo por esse caminho, não irão a lugar algum”, disse um dos jovens que não pode ser identificado.
O promotor Cláudio explicou aos alunos o cumprimento de penas dos regimes mais brandos e mais rigorosos, bem como os crimes correspondentes a cada um deles. Em seguida, exibiu vídeo sobre o sistema prisional de Ariquemes (RO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário