Loading...

domingo, 15 de julho de 2012

Produtor investe no cultivo do morango em Goianápolis, Goiás


Na terra do tomate, empresário rural desiste do fruto mais famoso da região.
Empreendedor comemora primeira colheita em dez mil pés de morango.

Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera
Produtor rural investe no cultivo de morangos em Goianápolis, Goiás (Foto: Reprodução / TV Anhanguera)Produtor rural investe no cultivo de morangos em
Goiás (Foto: Reprodução /TV Anhanguera)
O município de Goianápolis, na região central de Goiás e a 48 km de Goiânia, ficou conhecido por ser a cidade natal do cantor sertanejo Leonardo, e também ganhou fama pelo tomate que produz. Agora uma nova lavoura está ganhando espaço na região, devido à iniciativa do agricultor Sandro Soares Siqueira. Ex-produtor de tomate, ele resolveu investir na plantação do morango. No início, ninguém acreditou que o clima e o solo do lugar pudessem ser favoráveis para o plantio da lavoura.
"Muitos riram, pensaram que não podia produzir o morango aqui, mas me parece que vai ser um bom negócio. As pessoas só acreditaram depois que eu passei a vender o morango na cidade", recorda o empresário rural.
Sandro comemora a primeira colheita dos dez mil pés de morango plantados em uma área de menos de meio hectare. Cada planta deve produzir, em média, 800 gramas do fruto. Para alcançar essa média, é preciso garantir boa irrigação. Como a água é escassa, e longe, ele mesmo fez um reservatório que também é usado para adubação. Antes de começar o empreendimento, Sandro procurou aprender ao máximo sobre a fruta.
O produtor rural ensina até a melhor forma de saborear a fruta. Ao contrário do que a maioria das pessoas faz, primeiro, é preciso retirar a folha que ficar na base do morango e morder essa parte primeiro. A ponta mais fininha deve ficar por último. Assim, degusta-se a parte mais azeda do fruto até chegar à mais doce.
Depois de embalado, o morando é vendido na cidade e região. Cada caixa com quatro bandejas é vendida entre R$ 5 e R$ 7. O produtor investiu R$ 15 mil.
"Nós temos a concorrência dos produtos de São Paulo e de Minas Gerais, que são regiões que produzem muito morango. Devido a isso, o custo deles ainda é menor do que o nosso. Ainda produzimos pouco. O nosso produto é fresco. Se for colhido hoje, amanhã já vai ser consumido. A vantagem do nosso morango é que é um morango quase sem agrotóxico. É bem saudável e todo mundo pode comer. O nosso diferencial é esse”, ressalta Sandro.

Um comentário: